Você está aqui:  Início  /   Cultura  /   Aos 110 anos, Orfeão da Feira respira vitalidade. Depois da estreia de @com.finados, há muitos projetos na forja

Aos 110 anos, Orfeão da Feira respira vitalidade. Depois da estreia de @com.finados, há muitos projetos na forja

Fábio Pinto e Amadeu Campos nos estúdios da Sintonia Feirense

A conversa começou por girar em torno do Teatro de Revista @com.finados, que finalmente subiu ao palco na passada sexta-feira e sábado, mas há muitos outros projetos na forja do Orfeão da Feira. Fábio Pinto e Amadeu Campos desvendaram, aos microfones da Sintonia Feirense, as várias atividades que estão a ser pensadas e realizadas por esta coletividade que, com 110 anos de história, não acusa sinais de desgaste, antes pelo contrário.

Vitalidade define bem o trabalho que o Orfeão da Feira tem desenvolvido. Os atuais órgãos sociais, empossados pouco tempo antes da pandemia da Covid-19, têm procurado, através da inovação, estar à altura dos desafios.

O projeto ‘Carpa e os Superpoderes’ ou o ‘Histórias em Linha’ – “um filho da pandemia”, como define Fábio Pinto -, são exemplos disso mesmo. O Histórias em Linha, como nos conta o Orfeão da Feira, surge como um ciclo de representações nas estações do concelho e, devido à pandemia, evoluiu para a realização dum documentário, que irá retratar os momentos mais marcantes da história do Caminho de Ferro do Vale do Vouga.

Quer saber mais sobre a atividade do Orfeão da Feira? Pode ouvir a entrevista na íntegra aqui.