Você está aqui:  Início  /   Cultura  /   Banda Marcial do Vale leva música a coretos do concelho

Banda Marcial do Vale leva música a coretos do concelho

Mariana Cardoso, membro do Quinteto de Sopros do Vale, em entrevista à Sintonia Feirense

‘Descobrir a História e a Música dos Coretos de Santa Maria da Feira’ é o nome do projeto organizado pela Banda Marcial do Vale, em parceria com a Universidade de Aveiro | INET-md, e que conta com o apoio do Município de Santa Maria da Feira e das Juntas de Freguesia envolventes. Aos microfones da Sintonia Feirense, Mariana Cardoso, membro da banda e do Quinteto de Sopros do Vale, falou da iniciativa que já percorreu os coretos de Souto e Sanfins e que, no próximo fim de semana, aterra nas Caldas de S. Jorge (26/09) e em Vale (27/09), pelas 17h00.

Mas, afinal, como surgiu a ideia? A iniciativa surgiu depois da formação do Quinteto de Sopros do Vale, constituído por um grupo de cinco músicos da Banda Marcial do Vale – Sara Silva (flauta), Beatriz (oboé), Mariana Cardoso (clarinete), Cristiano Pinho (trompa) e Beatriz (fagote).

Perante a inatividade a que a pandemia COVID-19 causou, o grupo teve a ideia de revitalizar as localidades do concelho, através de um património edificado que tem vindo a perder a sua função ao longo do tempo, o coreto. Numa tentativa de devolver a dinâmica social às populações, juntou-se ao projeto de Doutoramento desenvolvido pela investigadora Margarida Cardoso, membro do projeto “A nossa música, o nosso mundo: bandas filarmónicas, associações musicais e comunidades locais”, desenvolvido no INET-md (Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança) da Universidade de Aveiro.

A investigação referida estuda a atividade do Quinteto Nacional de Sopro (grupo pertencente à antiga Emissora Nacional) e os seus elementos, para quem foram compostos vários quintetos de sopros como os que se apresentarão nestes concertos, de que são exemplo os escritos por Frederico de Freitas, Joly Braga Santos ou José dos Santos Pinto.

Os concertos decorrem tendo em conta as regras impostas pela Direção Geral de Saúde.