Você está aqui:  Início  /   Desporto  /   FIÃES CRÍTICO DA ARBITRAGEM EM ÁGUEDA. S. J. VER EM GRANDE, LAMAS DERROTADO

FIÃES CRÍTICO DA ARBITRAGEM EM ÁGUEDA. S. J. VER EM GRANDE, LAMAS DERROTADO

Lamas cucujaes capa capa

União de Lamas F.F.-Cucujães, na foto, S. João de Ver-Oliveira do Bairro e Águeda-Fiães foram os jogos em destaque na Águia Azul, a Sintonia Feirense, na primeira jornada de 2016, ronda 16 do Campeonato Pecol. O bis de José António não evitou a derrota do Milheiroense em Castelo de Paiva, por 3-2. A formação de Milheirós de Poiares esteve na frente, 0-1 e 1-2, em duas ocasiões, mas a festa final pertenceu ao Paivense. Ainda na luta pela manutenção, o Paços de Brandão não evitou a derrota diante do Carregosense por 2-0. No Comendador Henrique Amorim, Américo ainda colocou o Lamas na frente. O Cucujães, depois de ter empatado, fez gelar os lamacenses, mesmo à beira do fim. Para António Remelgado, o Futebol “é mesmo assim. Nem sempre ganha a melhor equipa”.

Hugo Gonçalves destaca a entrega dos jogadores do Cucujães, em condições “muito difíceis”.

Fiaes em jogo arquivo 300

O jogo grande, Águeda-Fiães, deu vitória aguedense, mas acima de tudo muita polémica.

Miguel Oliveira, treinador do Fiães, não ficou nada convencido, depois do 2-1 final, que reforça a liderança do Recreio de Águeda. Cinco pontos separam agora as duas equipas.

Os jogadores do Fiães “tentaram sempre, mas não foi suficiente”.

Semedo, pelo Águeda, dá os parabéns a todos os “jogadores, pela entrega ao jogo. Nada está conquistado, ainda falta muito campeonato”, afirma à Sintonia Feirense.

O lance de expulsão de Nelson Diogo foi comentado por Miguel Oliveira, entrevistado pelo repórter Paulo Pereira, em Águeda.

Semedo solta uma convicção, em relação às contas do Campeonato Pecol, agora com o Águeda a dispor de cinco pontos de vantagem para o Fiães e os mesmos seis para o Sporting de Espinho, que venceu o Avanca por 2-0, à beira mar.

O Águeda-Fiães foi um “excelente exemplo de superação dos jogadores”, releva Semedo.

s joao de ver capa

Uma excelente cabeçada de Leo garantiu o primeiro triunfo do novo ano ao Sporting Clube S. João de Ver.

O 2-1 final, na receção ao Oliveira do Bairro, que já esteve na liderança da prova, fez sorrir Adolfo Teiceira. “Foram bravos guerreiros os jogadores das duas equipas, perante um verdadeiro vendaval”.

Chegar “com qualidade à baliza adversária” foi sempre a intenção dos jovens jogadores do S. João de Ver, acrescenta o responsável técnico sanjoanense.

O interesse de vários clubes, dos Campeonatos Nacionais, em jogadores do S. João de Ver, não tira o sono a Adolfo Teixeira.

Marcos Abrantes, pelos “Leões do Cértima”, aborda uma estreia que “não vai deixar saudade”, após o desaire em S. João de Ver, pela margem mínima.