Você está aqui:  Início  /   Notícias  /   Plácido Resende: “O maior legado que deixa é o seu exemplo de vida”

Plácido Resende: “O maior legado que deixa é o seu exemplo de vida”

Plácido Resende partiu este sábado, aos 90 anos. Foto: DR

O líder do CDS-PP em Santa Maria da Feira recorda o Plácido Resende como “uma pessoa empenhada, ativa, lúcida e culta” e “um exemplo a seguir por todas as gerações”. Manuel Faria Plácido Resende, proprietário da Casa Plácido, partiu este sábado, aos 90 anos. A sua morte representa, para Ângelo Santos, “uma grande perda para a sociedade feirense”. Em reunião de Câmara, o município aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pela sua morte. O funeral realiza-se esta terça-feira, na Igreja de Sanfins, pelas 11h00.

Nascido em 1930, natural de Sanfins e feirense apaixonado pelas artes, o Sr. Plácido, como era conhecido, era proprietário da Casa Plácido, fundada em 1875 pelo seu bisavô. Os que privaram com ele, lembram-se bem das frases “são só 100 escudinhos” e “não se preocupe que amanhã vou ao Porto e já trago”.

Plácido Resende foi militante do CDS-PP desde 1986 e mandatário honorário do CDS nas últimas eleições autárquicas, em 2017. Ângelo Santos aponta que a sua morte representa “uma grande perda para a sociedade feirense”, destacando que Plácido Resende era “um exemplo para todos nós”.

Ângelo Santos: “É uma grande perda para a sociedade feirense”

Voto de pesar, aprovado por unanimidade em reunião de Câmara, é “da maior justiça”, entende Ângelo Santos, destacando que o “maior legado” que Plácido Resende deixa “é o seu exemplo de vida”.

Ângelo Santos: “O maior legado que deixa é o seu exemplo de vida”

Plácido Resende, além de militante do CDS-PP, foi também um homem dedicado às artes, ao associativismo, um apaixonado pela música clássica e pela fotografia”, lembra Ângelo Santos.

Ângelo Santos: “Era um cidadão do mundo”

Aos microfones da Sintonia Feirense, também o presidente do município, Emídio Sousa, recordou Plácido Resende, destacando-lhe a “boa disposição”, “a simpatia” e a “participação ativa” na comunidade feirense.

Emídio Sousa: “A sua simpatia era contagiante”

O funeral de Plácido Resende realiza-se esta terça-feira, na Igreja de Sanfins, às 11h00. A Sintonia Feirense endereça sentidas condolências a toda a família.