Você está aqui:  Início  /   Desporto  /   EM SINTONIA ABSOLUTA COM A SUBIDA HISTÓRICA DO FEIRENSE! QUE FESTA!

EM SINTONIA ABSOLUTA COM A SUBIDA HISTÓRICA DO FEIRENSE! QUE FESTA!

feirense na I

Na força do grupo, as chaves para abrir, de par em par, as portas da subida à I Divisão. A emoção de Rodrigo Nunes, logo após o apito final no Chaves-Feirense, 1-1, através da Águia Azul, a Sintonia das decisões em direto.

Mais uma subida para José Mota, vivida de uma forma muito especial.

Porcellis colocou o Feirense na frente do marcador aos 14 minutos, mas Barry, quatro minutos depois, repôs a igualdade e fixou o resultado final. Feirense de primeira, gritou Platiny em Chaves.

Foi uma dura caminhada de 46 jogos, com mais de 5700 km percorridos e mais de 85 horas de viagens por todo o país (com exceção da Ilha da Madeira) que culminaram numa justa e merecida subida de divisão de uma equipa que, desde o primeiro minuto desta competição, se uniu em prol de um objetivo brilhantemente conseguido, nunca virando a cara à luta, e sempre com enorme espirito guerreiro superaram as várias dificuldades que foram encontrando pelo caminho. Cris solta a voz de capitão, na Águia Azul, a Sintonia Feirense.

“Nunca deixamos de acreditar. o Feirense é grande!” exclama Barge.

D Feirense para a I

A entrevista ao diretor desportivo Filipe Oliveira, que vice intensamente o Feirense, desde sempre.

Aos 14 minutos, numa jogada de insistência do ataque fogaceiro, o defesa central Fábio Santos e o guarda-redes António Filipe desentenderam-se, bola sobrou para Porcellis que não se fez rogado e atirou certeiro para o fundo das redes flavienses, levando à loucura o meio milhar de fervorosos adeptos fogaceiros presentes no estádio, em apoio à sua equipa.

O Chaves reagiu ao golo sofrido e quatro minutos depois repôs a igualdade no marcador. Diogo Cunha cobrou um canto no lado direito e Barry, de cabeça, atirou fora do alcance de Makaridze. Estava feito o 1-1 final. Vasco Rocha era a imagem da emoção.

D festa com Rodrigo

Nas bancadas, os muitos adeptos fogaceiros iam roendo as unhas de nervosismo, sempre com os ouvidos postos no jogo da Povoa de Varzim, ansiosos pelo melhor desfecho possível para o Feirense desse jogo, e quando a tão esperada boa notícia chegou, todos se levantaram transmitindo o seu entusiasmo para dentro de campo, informando a equipa de que a 1ª Liga estava ali tão perto. Menos de um minuto depois, o árbitro Artur Soares Dias deu o encontro por terminado e fez explodir de alegria toda a equipa do Feirense que, juntamente com a restante comitiva, rapidamente correu na direção dos adeptos em euforia festejando juntos esta tão merecida conquista. Pouco depois deu-se uma pacífica invasão de campo, assistindo-se a uma celebração conjunta de adeptos de ambas as equipas em pleno relvado, dando um especial colorido a tão magnífica festa. “O lugar do Feirense é na primeira!” remata Mika.

A determinação de Luís Machado, em momentos que ficam para sempre.

A alegria de Franklim Freitas.

D festa entre a multidao

O final do jogo em Chaves.

Festa no autocarro do Feirense.

Festa no Marcolino de Castro, logo após o final do Chaves-Feirense, 1-1.

Os parabéns ao Feirense dados, em direto, pelo presidente da Câmara de Santa Maria da Feira, dr. Emídio Sousa.

Também a Associação de Futebol de Aveiro (AFA) felicitou o Feirense, através do presidente Arménio Pinho.