Você está aqui:  Início  /   Cultura  /   Um prémio nacional “que dá alento à cultura” em plena pandemia

Um prémio nacional “que dá alento à cultura” em plena pandemia

Rui Sousa, marionetista profissional de Paços de Brandão, nos estúdios da Sintonia Feirense

Há prémios com sabor especial e este é um deles. Rui Sousa, marionetista profissional de Paços de Brandão, foi recentemente galardoado com o prémio Nacional de Artes do Espetáculo Maria João Fontaínhas. Venceu o galardão com o espetáculo Confiando (Confinado), que desenhou e escreveu durante os meses de confinamento e dedicou-o a todos os que atravessam a pandemia e, em particular, ao setor das artes e da cultura.

Pelas dificuldades que o mundo da cultura atravessa, Rui Sousa acredita que o galardão pode ser um catalisador e um importante símbolo que demonstra que “a cultura ainda mexe”.

O artista esteve esta quinta-feira, dia 05 de novembro, nos estúdios da Sintonia Feirense, numa entrevista que foi além do galardão e que abordou, também, os 20 anos de história das Marionetas da Feira e o percurso profissional de Rui Sousa, um apaixonado pela arte das marionetas.

Pode ouvir aqui.

Entrevista a Rui Sousa, marionetista profissional de Paços de Brandão e vencedor do prémio nacional de Artes do Espetáculo Maria João Fontainhas
Entrevista a Rui Sousa, marionetista profissional de Paços de Brandão e vencedor do prémio nacional de Artes do Espetáculo Maria João Fontainhas
Entrevista a Rui Sousa, marionetista profissional de Paços de Brandão e vencedor do prémio nacional de Artes do Espetáculo Maria João Fontainhas