Você está aqui:  Início  /   Cultura  /   CRIMINALIDADE REGISTA DECRÉSCIMO EM SANTA MARIA DA FEIRA

CRIMINALIDADE REGISTA DECRÉSCIMO EM SANTA MARIA DA FEIRA

O programa Feira Empresarial, na Sintonia Feirense, discutiu o Comércio Seguro. Um tema de extrema importância para a Associação Empresarial da Feira que, julga, nunca ser demais alertar para os cuidados a ter e para dificultar a vida a quem tenta roubar. Regras de segurança, pequenos detalhes que se podem descurar, e que podem fazer toda a diferença, foram algumas das temáticas abordadas pela Eng.ª Adriana Teixeira – Serviço Municipal de Protecção Civil, Capitão Romeu Carvalho Martins – Comandante de Destacamento Territorial da Guarda Nacional Republicana de Santa Maria da Feira e Subcomissário Manuel Álvaro de Almeida dos Santos – Comandante da Esquadra da Policia de Segurança Pública de Santa Maria da Feira.


IMG_0061

Os dados da criminalidade foram apresentados pelo Subcomissário Manuel Álvaro de Almeida dos Santos – Comandante da Esquadra da Policia de Segurança Pública de Santa Maria da Feira. Proximidade com os comerciantes, presença na rua e junto das populações, prevenção. Factores que têm contribuído para a baixa criminalidade em Santa Maria da Feira.

O responsável da PSP abordou ainda a questão das zonas industriais e sublinhou que o comércio seguro são 24 horas/dia, 365 dias ano.

Com opinião semelhante, o capitão Romeu Martins –  Comandante de Destacamento Territorial da Guarda Nacional Republicana de Santa Maria da Feira, revelou que 2014 foi um ano de decréscimo significativo da criminalidade.

Investimento na prevenção por parte dos proprietários de estabelecimentos é um forte contributo quando se fala de decréscimo de criminalidade.

Adriana Teixeira, do Serviço Municipal de Pretecção Civil, sublinhou que estamos perante uma região segura e que esta é uma realidade que convida os empresários a sediarem-se no concelho.

As forças de segurança estão mais próximas das pessoas e, o mito de que apenas servem para passar multas parece estar ultrapassado.

Respeito pelas forças de autoridade, agora com sentimento de interajuda e proximidade. O programa Comércio Seguro continuará ao longo de 2015 junto dos empresários do concelho, numa solução conjunta de parceria entre forças de autoridade, autarquia e demais instituições locais.