Você está aqui:  Início  /   Notícias  /   Município da Feira no top dos indicadores económicos e financeiros

Município da Feira no top dos indicadores económicos e financeiros

A análise aponta que o Município assegurou o 6.º lugar, entre 308 municípios de todo o país, no que toca ao equilíbrio orçamental. Foto DR

A obra de referência na área da contabilidade autárquica, agora publicada, apresenta uma análise económica e financeira das contas de 308 municípios, relativas ao exercício económico de 2019, e Santa Maria da Feira destaca-se pelos resultados favoráveis alcançados ao nível da gestão das contas públicas.

Segundo o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2019, Santa Maria da Feira apresenta-se nos lugares cimeiros de vários indicadores financeiros, comprovando o rigor e a boa gestão das contas públicas. A análise aponta que o Município assegurou o 6.º lugar, entre 308 municípios de todo o país, no que toca ao equilíbrio orçamental. Se comparado com os restantes municípios da Área Metropolitana do Porto, o concelho feirense é o 2.º melhor, apenas suplantado pelo Porto.

O documento, considerado de grande relevância para a evolução da investigação da Contabilidade Pública e uma obra de referência na área da Contabilidade Autárquica, refere ainda que Santa Maria da Feira é o município do distrito de Aveiro com mais volume de investimento pago em 2019, assim como o 4.º melhor dos municípios de grande dimensão no que diz respeito à eficiência financeira.

O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, apresentado este ano pela primeira vez em formato on-line, tem em conta a análise de prestações municipais em 10 indicadores: Índice Liquidez, Razão entre o Resultado Operacional (deduzido de amortizações e provisões) e os Proveitos Operacionais, Peso Passivo exigível no Ativo, Passivo por habitante, Taxa de cobertura financeira da despesa realizada no exercício, Taxa de cobertura financeira da despesa realizada no exercício, Grau de execução do saldo efetivo, Índice de Dívida Total, Índice de Superavit e Impostos diretos por habitante. O documento engloba uma análise económica e financeira das contas de 308 municípios relativas ao exercício económico de 2019, resultante de um trabalho, que vai na sua 16.ª edição, da Ordem dos Contabilistas Certificados e do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.