Você está aqui:  Início  /   Notícias  /   Número de infetados volta a baixar. Feira regista 37 casos ativos de Covid-19

Número de infetados volta a baixar. Feira regista 37 casos ativos de Covid-19

Se no dia 23 de abril o concelho registava 47 casos ativos, na passada sexta-feira os números voltaram a baixar, com Santa Maria da Feira a registar 37 casos de Covid-19 e “nenhum óbito”. Mais de 30 mil pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 no concelho, das quais 22 mil com uma dose da vacina e cerca de 8 a 9 mil com as duas doses.

Como é habitual, o presidente do município procedeu, no início da reunião de câmara, ao ponto de situação da pandemia no concelho. Apesar da diminuição do número de casos ativos, Emídio Sousa deixou o alerta à população, pedindo cautela e “as devidas precauções” para que a situação pandémica não se deteriore à medida que avança o plano de desconfinamento.

No que toca a internamentos, o Hospital S. Sebastião regista oito pessoas internadas, uma das quais nos cuidados intensivos. Uma das pessoas hospitalizadas na enfermaria é de Santa Maria da Feira, disse o autarca, que denotou a “situação muito favorável” do hospital, relativamente a outros períodos onde se registavam números muito superiores de internamentos por Covid-19.

No plano da vacinação contra a Covid-19, o Europarque tem vacinado diariamente, durante a semana, cerca de 800 pessoas. Ao fim de semana, disse o edil, há uma média de 1200 a 1300 pessoas a serem inoculadas. “Tem decorrido bem, há uma ou outra situação em que há aglomeração de pessoas”, descreveu Emídio Sousa. Tal deve-se, explicou o presidente de Câmara, ao facto de as autoridades de saúde procurarem “usar o máximo de vacinas possíveis”, chamando pessoas “à última da hora” para proceder à sua vacinação.

O vereador do PS, Délio Carquejo, pediu esclarecimentos a propósito da testagem massiva no Centro Escolar de Louredo e na Escola Secundária Coelho e Castro depois do surgimento de casos ativos entre a comunidade escolar. A vereadora da Educação, Cristina Tenreiro, esclareceu que, até ao momentos, todos os testes realizados a alunos, professores, auxiliares de educação e pais tiveram resultado negativo.