Você está aqui:  Início  /   Desporto  /   “O POSTO DE SAÚDE NÃO FECHA E O PAVILHÃO DE MOZELOS SERÁ UMA REALIDADE”

“O POSTO DE SAÚDE NÃO FECHA E O PAVILHÃO DE MOZELOS SERÁ UMA REALIDADE”

2015 jose carlos sintonia

Mozelos de Manuel Laranjeira, Mozelos de Américo Amorim, de Rúben Neves, o mais jovem capitão de sempre na Liga dos Campeões, Mozelos de “excelência, fruto da capacidade das suas gentes. José Carlos tem mais de 22 anos de ligação às decisões da freguesia. Começou na oposição, esteve 16 anos como secretário da Junta de Freguesia e assume a presidência, sempre “com a intenção de colocar a vila em primeiro lugar e de pensá-la e projetá-la para o futuro”.

No estúdio Sintonia Feirense, garantiu que “o Posto de Saúde não fecha” e que o Pavilhão “será uma realidade”.

Rentabilizar o pavilhão é preocupação presente.

“No princípio do século XIX, a 11 de Maio de 1809, um facto que associou eternamente a Freguesia de Mozelos às invasões Francesas. Nesse dia, pelo facto de terem aparecido mortos 3 soldados franceses, como represália, os invasores fuzilaram 7 inocentes (incluindo o padre João Sá Rocha) e posteriormente penduraram os respetivos cadáveres nos ramos de um secular “Pinheiro” que existia junto à atual EN 1 (Porto – Lisboa) próximo do lugar do Picôto, onde permaneceram durante algum tempo para mostrar um aviso aos invadidos, passando o dito “Pinheiro” a ser conhecido pelo “Pinheiro das Sete Cruzes”, tendo sido edificada no local uma pequena ermida em 1885, que ainda hoje se encontra em bom estado de conservação. O “Pinheiro das Sete Cruzes” faz parte do Brasão da Vila nos dias atuais.

O dinamismo das associações é elogiado pelo presidente da Junta de Freguesia, José Carlos. Em 19 de Setembro de 1982 foi inaugurada a atual sede da Junta de Freguesia e, em 1 de Dezembro de 2001, foi inaugurada a Capela Mortuária e concluído o terceiro alargamento do Cemitério.

2015 mozelos

Monte do Coteiro de excelência, com uma vista “como não há igual na nossa região”.

A elevação de Mozelos à categoria de Vila, “deliberado em reunião plenária da Assembleia da República, em 30 de Junho de 1989, consta do Diário da República, 1ª série, nº99 de 1 de Julho de 1989 e foi publicada como a Lei nº 47/99 de 29 de Agosto de 1989.

Tem também parte de uma estrada romana como vestígio da passagem dos mesmos. Pensa-se que esta estrada teria ligação com outra do Alto Minho, a qual iria ter à Galiza.

Um dos mais famosos filhos desta freguesia terá sido Manuel Laranjeira. Tendo-se formado médico, foi reconhecido pelas suas publicações sobre a política da época.

Mozelos é ainda um grande centro nacional de produção de derivados de cortiça. Américo Amorim (um dos fundadores da Amorim & Irmão), nascido em Mozelos, é um dos expoentes máximos deste género de negócio e o homem mais rico de Portugal.”

2015 jose carlos entrev

O autarca mozelense tece rasgados elogios a Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, sem esquecer, em momento algum, Alfredo Henriques.

Reforça, a terminar, uma mensagem de esperança às gentes de Mozelos.

As grandes entrevistas, o pulsar do movimento associativo, as decisões do desporto, sempre em Sintonia com a região.